Disfunção Eréctil / Impotência

Pedro Pinto   Autor: especialista em problemas sexuais masculinos.

A impotência, também conhecida como disfunção eréctil, é uma disfunção sexual muito comum entre a maioria dos homens, principalmente os de idade mais avançada. Em termos simples, é a condição em que é difícil ou impossível para o homem conseguir ou manter uma ereção suficiente para a penetração vaginal durante a relação sexual.

Os episódios de disfunção eréctil tornam-se mais comuns com a idade, pelo que o problema é mais prevalecente nos homens mais velhos, mas não tem sido associado como um sintoma de envelhecimento, pois muitos homens, com idade avançada, continuam a ter um bom desempenho.

A impotência verifica-se quando é repetida e regularmente difícil para um homem ter uma ereção sustentada e rígida durante o sexo, independentemente da idade. Se a condição não for tratada, pode tornar as relações sexuais praticamente impossíveis para o homem.

episódios de disfunção eréctilConsidera-se que um homem sofre com disfunção eréctil se tiver dificuldades regulares em manter uma ereção estável suficiente para penetrar a vagina ou conseguir concluir outras atividades sexuais não-penetrativas.

A maioria dos homens já teve problemas em manter o seu pénis duro numa ou noutra situação. Isto não significa que a disfunção eréctil esteja presente nestes casos. Estas ocorrências só são motivo de preocupação se houver um desempenho sexual regular insatisfatório durante pelo menos três meses.

Não é problema se de vez em quando uma ereção não puder ser alcançada ou mantida, pois pode acontecer devido a vários fatores, como o estresse ou o cansaço, mas se a ereção não for alcançada em mais de metade das vezes, durante três meses ou mais, então é um sinal de disfunção eréctil a precisar de ser tratada.

A disfunção eréctil ou impotência é um motivo de séria preocupação para o homem e a sua parceira, podendo ser uma condição temporária devido a problemas alheios à doença, que o homem pode estar a passar e que normalmente desaparece sem tratamento, ou pode significar estar presente um problema a longo prazo que precisa de ser tratado.

Não é só a ereção da maioria dos homens que é afetado pela disfunção eréctil, mas também o impulso sexual e a capacidade de atingir o orgasmo, mesmo quando uma ereção é conseguida.

Como já foi referido, não é um problema se uma ereção não puder ser alcançada ou mantida de tempos a tempos. Contudo, se for um problema contínuo, é uma causa de estresse para o casal, afeta a autoconfiança do homem de uma forma muito negativa e pode levar a problemas de relacionamento, ou mesmo à rutura do mesmo.

A disfunção eréctil também pode ser um aviso de outros problemas de saúde que precisem de ser tratados. A longo prazo, pode representar um fator de risco para a possível aparição de doenças cardíacas.

Se tiver preocupações sobre disfunção eréctil, consulte um médico especialista. Por vezes, o tratamento adequado de uma condição médica existente é suficiente para parar a disfunção eréctil. Por vezes, tanto os remédios naturais para a disfunção eréctil como os medicamentos prescritos podem ser a solução mais fácil para tratar a disfunção eréctil, logo que começam a aparecer os primeiros problemas de ereção.

Factos sobre a disfunção eréctil:

Razões que normalmente causam disfunção eréctil.

Existem várias razões que explicam a disfunção eréctil, algumas delas relacionadas com causas físicas e outras atribuídas a problemas psicológicos.

Razões que causam disfunção eréctilNos casos relacionados com causas físicas (além de lesões ou após cirurgia), a disfunção eréctil acontece por norma devagar, gradualmente. Devido a isto, pode por vezes experimentar uma disfunção eréctil irregular ou parcial que, quando não é tratada, com o passar do tempo vai-se agravando.

No caso da disfunção eréctil ter uma causa física que não esteja relacionada com problemas hormonais, provavelmente ainda terá um impulso sexual normal, mas terá dificuldade em obter a ereção.

Embora a disfunção eréctil se desenvolva mais rapidamente quando a causa são problemas psicológicos, também pode ser tratada e resolvida mais rapidamente, tratando o seu estado mental, ou seja, se a sua ansiedade, estresse ou depressão diminuir a impotência pode desaparecer sem tratamento.

Mas a maioria dos homens experimentam uma ansiedade ou depressão ainda mais grave quando se desenvolve a disfunção eréctil.

Isto é geralmente causado por uma reação mental ao problema, o que piora as coisas, levando tanto a uma ansiedade como a uma disfunção eréctil psicológica agravadas.

Causas físicas da disfunção eréctil.

É aconselhável contatar um médico se começarem a ocorrer problemas de ereção, porque a razão pode ser problemas médicos mais graves, que devem ser resolvidos. Um tratamento precoce pode resolver tanto os problemas médicos e como os problemas sexuais.

Por outro lado, é preciso que várias coisas se conjuguem adequadamente para se conseguir uma ereção.

Quando o homem fica excitado, os nervos no cérebro são desencadeados e tornam-se mais sensíveis, o que faz percorrer sinais pela coluna vertebral até ao pénis. Ali, se os músculos estão relaxados e o sangue flui facilmente para as veias, resulta num pénis ereto, pronto para as relações sexuais.

Mas se não experimentar isto, a razão pode ser uma doença ou uma condição puramente médica que esteja a impedir o normal funcionamento ou comunicação com o cérebro.

As razões mais típicas da disfunção eréctil são lesões, estilo de vida ou outros problemas físicos (como o colesterol elevado) que dificultem a circulação sanguínea. Além disso, condições neurológicas graves podem aumentar as suas hipóteses de se tornar impotente, devido a dificultarem a circulação dos neurotransmissores.

As condições nervosas afetam a capacidade do cérebro de comunicar com a parte reprodutiva, o que também pode impedir um homem de ter uma ereção. Condições que afetam o coração e a sua capacidade de bombear sangue também podem causar impotência, considerando o facto de que sem um fluxo de sangue suficiente para o pénis, uma ereção não é possível.

A estimulação sexual masculina é um procedimento complicado, envolvendo a mente, os hormônios, as emoções, os nervos, os músculos e os vasos sanguíneos. Um problema com qualquer um destes componentes pode resultar em disfunção erétil, tanto psicológica como física.

A disfunção erétil pode afetar homens de qualquer idade e em qualquer momento da vida, e infelizmente a probabilidade aumenta com a idade. À medida que se envelhece, as ereções levam mais tempo para se desenvolver e podem não ser tão duras. Pode precisar de um toque mais direto no pênis para obter e manter uma ereção.

Razões psicológicas para a disfunção erétil.

Razões psicológicas para a disfunção erétilNa maioria dos casos, se um homem começa a sofrer repentinamente de problemas em obter uma ereção, ou nunca foi capaz de obter uma ereção adequada, a razão mais provável é ser disfunção erétil psicológica.

Entretanto, se o problema surgir sem qualquer deformidade anatômica ou razões psicológicas, pode ser devido a ansiedade severa, culpa, problemas de ejaculação precoce, medo de intimidade ou depressão. É normalmente também considerada disfunção erétil psicológica.

No entanto, a maioria dos casos de disfunção erétil psicológica são classificados como secundários. Isto é, quando a função erétil era normal, mas de repente se torna um verdadeiro motivo de preocupação.

A mente desempenha um papel importante na série de eventos físicos que levam a uma ereção, começando com a sensação de excitação sexual. Vários problemas podem impedir a excitação sexual, o que então causa ou agrava a disfunção erétil.

Apesar do fato de que o estresse e os problemas psicológicos poderem agravar ou causar disfunção erétil, às vezes é uma mistura de problemas físicos e psicológicos que causam disfunção erétil.

Por exemplo, um problema físico menor, que retarda a resposta sexual, pode levar a um maior esforço para obter ou manter uma ereção, e o nervosismo resultante disso pode causar ou piorar a disfunção erétil.

Tratamentos para a disfunção erétil.

O tratamento para a disfunção erétil começa com o alcance da raiz do problema, seja ela psicológica ou física. Na maioria das vezes, seu médico recomendará mudanças no estilo de vida.

Por exemplo, ele pode recomendar que você perca algum peso para reduzir seu risco de doença cardíaca ou baixar o colesterol, para melhorar a circulação sanguínea. Isto o ajudará a melhorar sua saúde em geral.

Tratamentos para a disfunção erétilA disfunção erétil tem sido tratada com sucesso nos últimos anos com uma série de medicamentos. Por exemplo, o Sildenafil, popularmente conhecido como Viagra, pode ser usado com sucesso para tratar a condição em mais de 70% dos casos, mas infelizmente é muito caro e pode causar fortes efeitos secundários quando tomado regularmente.

Para além disso obriga a planear as relações sexuais, de modo a tomar o medicamento uma hora antes, o que não é muito agradável.

Outro tratamento bem-sucedido para esta condição, embora esteja em desuso, é a bomba de vácuo; este dispositivo assegura que haja um fluxo de sangue maior e mais rápido para o pênis, causando assim uma ereção.

Mas, ao todo, nos últimos anos, houve uma melhoria acentuada na qualidade dos tratamentos naturais para a disfunção erétil, o que ajudou um bom número de homens a serem sexualmente ativos de forma barata, sem efeitos secundários e sem terem que andar a programar as suas relações.

Um breve resumo das opções de tratamento naturais disponíveis é apresentado a seguir. Cada opção tem suas vantagens e desvantagens; mas o uso de produtos naturais para tratar a disfunção erétil garante uma alta taxa de sucesso.

Embora estas soluções não representem nenhum risco para as pessoas diagnosticadas com disfunção erétil, ainda assim é aconselhável verificar com seu médico as possíveis complicações decorrentes, se existem outras terapias ou condições existentes.

Tratamentos naturais para disfunção erétil.

A disfunção erétil pode ser tratada de forma natural com sucesso na maioria dos homens. Na verdade, nunca houve tantas opções de tratamento naturais como agora. A maioria das pessoas recupera sua capacidade de ter relações sexuais normais com a ajuda de várias opções de tratamento naturais.

Desde tempos imemoriais, os homens têm feito um esforço constante para aumentar ou melhorar seu desempenho e sua masculinidade através de soluções naturais.

Tratamentos naturais para disfunção erétilNão há cultura que não tenha inventado uma cura para a disfunção erétil. Algumas dessas curas vão desde o preparo de sopas com barbatanas de tubarão, até testículos de boi.

Na África, China e outras culturas orientais, ervas em conjunto com outros ingredientes naturais têm sido usados há muito tempo para tratar a disfunção erétil com sucesso.

No entanto, enquanto os medicamentos prescritos para tratar disfunção erétil foram estudados e são regulados, as ervas e os suplementos, por outro lado, não foram estudados nem testados, pelo que é preciso cautela com aquilo que se escolhe.

Há efeitos nocivos associados ao uso de alguns deles, outros podem interagir com alguns medicamentos. Além disso, a quantidade de ingredientes ativos difere significativamente de um produto para outro.

Em sua busca de um remédio natural para tratar a disfunção erétil, você encontra uma longa lista de resultados confusos na internet, e cada produto afirma ser o melhor.

Há muitos produtos sem receita médica que alegam serem tratamentos de disfunção erétil à base de ervas, mas contêm quantidades inseguras de ingredientes ativos como os encontrados em medicamentos prescritos; esses produtos podem ter efeitos colaterais prejudiciais.

Embora muitos governos tenham proibido a maioria dos produtos perigosos, ainda há muitas dessas curas prejudiciais para disfunção erétil no mercado.

O fato de um produto afirmar que é seguro não é claro que o seja. Muitas soluções herbais podem causar efeitos adversos e interagir de forma prejudicial quando tomadas umas com as outras, ou com certos medicamentos.

Embora algumas ervas tenham sido frequentemente consideradas ineficazes para o tratamento da disfunção erétil, estudos clínicos adicionais provaram que as ervas podem ajudar os homens que sofrem de impotência, quando combinadas de forma eficiente.

Essas ervas têm sido usadas há muitas décadas na Ásia como medicamentos tradicionais para tratar a impotência e a infertilidade masculina. Além disso, pesquisas clínicas conduzidas por universidades e hospitais universitários na Europa mostraram os benefícios das ervas.

Estes estudos mostraram que o tratamento da disfunção erétil causada por um desequilíbrio no nível de hormônios sexuais no corpo, ou baixa testosterona, pode ser efetivamente tratado com o uso de ervas. Os ingredientes ativos contidos nas ervas são um precursor dos hormônios naturais, portanto, as enzimas do corpo os convertem na forma final.

Outras pesquisas também sugeriram que há um grupo de ervas que trabalham aumentando a desidroepiandrosterona (DHEA) e a testosterona. O DHEA ocorre naturalmente no corpo, e é crucial para um forte impulso sexual.

Estes estudos mostraram que as ervas são eficazes no tratamento da disfunção erétil e também na melhoria do desempenho sexual somente se tomadas regularmente, mas não tome estas ervas por conta própria se você não puder e souber controlar a dosagem.

Opte sempre por suplementos com a dosagem certa de cada uma, para tratar a disfunção erétil de forma eficiente e obter os melhores resultados sem efeitos colaterais. Experimente o que recomendamos a seguir. Eficiente, barato e isento de efeitos secundários!

 
Artigos Relacionados